Generic selectors
Somente correspondência exata
Buscar nos títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors
Search in posts
Search in pages

5 mulheres que fizeram história no setor de serviços

  • 8 de março de 2021

Dia 8 de março é o Dia Internacional da Mulher, e para homenagear essa data tão especial e significativa na luta contra a desigualdade de gênero, reunimos alguns dados sobre a participação feminina no setor de serviços, além de destacar nomes importantes para as conquistas alcançadas na área.

O objetivo é valorizar o trabalho de mulheres que fizeram e fazem história em ramos distintos, incentivando outras profissionais que estão iniciando suas carreiras nas áreas.

Dados da participação feminina no setor de serviços

O setor de serviços ramifica suas áreas em inúmeras frentes, como telecomunicações, manutenção, engenharias e muitos outros. Dentro de todos esses cenários, a presença masculina ainda é majoritária. Mas essa realidade vem se modificando e as mulheres obtendo cada vez mais espaço no mercado de trabalho.

Segundo a Agência Brasil, os países Brasil e Portugal alcançaram 49% do percentual de participação feminina na produção científica dos países, um dos maiores desde 2011.

Por outro lado, uma pesquisa realizada pelo IIR (Industrial Info Resources) , aponta que 12 milhões de pessoas estão empregadas no setor da indústria. As mulheres representam de 10% a 20% dos trabalhadores da área de engenharia.

No setor de HVAC os números são ainda menores. O estudo feito pela americana Women in HVACR , divulgou que apenas 1,2% dos mecânicos, técnicos e instaladores de sistemas de Aquecimento, Refrigeração e Ar Condicionado são mulheres, nos Estados Unidos.

Ainda dentro do vasto universo do setor de serviços, a lista a seguir destaca o nome de mulheres influentes, que foram pioneiras ou contribuíram com invenções revolucionárias em seus nichos.

#1- Shirley Ann Jackson

A física americana, foi a primeira mulher negra a conquistar um doutorado em Física, pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), em 1973. Através de suas pesquisas, foi possível chegar a criação de cabos de fibra ótica. A partir dessa invenção, a área de telecomunicações evoluiu absurdamente, com o desenvolvimento de fax portátil e células solares.

#2 – Enedina Alves Marques

O próximo nome é de uma mulher de Curitiba, cidade onde também nasceu o Produttivo. Enedina, formou-se em Engenharia Civil, em 1945. Ela foi a primeira brasileira negra conquistar a graduação em engenharia. Exerceu sua profissão na Secretaria de Estado de Viação e Obras Públicas do Paraná. Entre os grandes feitos como Engenheira, desenvolveu a construção da Usina Capivari-Cachoeira. Também trabalhou no Plano Hidrelétrico paranaense e no aproveitamento das águas dos rios Capivari, Cachoeira e Iguaçu.

#3 – Carmosinda Santos

Técnica em Refrigeração e Ar Condicionado, Carmosinda é uma das primeiras mulheres técnicas da América Latina a atuar com chillers e climatização de precisão. Também é uma das criadoras dos grupos “Elas no AVARC” e “Mulheres no “HVACR”, ambos do Facebook. Junto com outras 4 brasileiras, teve sua história publicada pela ONU (Organização das Nações Unidas) , em um livreto chamado Women in the Refrigeration and Air-conditioning Industry: Personal Experiences and Achievements (As Mulheres na Indústria de Refrigeração e Ar-condicionado: Experiências e Realizações Pessoais – traduzindo para o português)

#4 – Graziella Ferreira

A paulista, filha de pai marceneiro e mãe dona de casa, entrou com 18 anos para a aviação. Em 2006 foi contratada pela então companhia TAM, atual LATAM, onde teve o reconhecimento do seu trabalho, sendo a primeira mulher a trabalhar como mecânica de estrutura de aeronaves no centro de manutenção da empresa. Com o desenvolvimento de um excelente trabalho, Graziella assumiu o cargo de líder de manutenção da LATAM.

#5 – Stephanie Kwolek

A americana Stephanie Kwolek, formada em Química, revolucionou a indústria mundial ao descobrir um polímero, em 1960, que denominou de “Kevlar”. A fibra ultra resistente é utilizada em coletes a prova de balas, aviões, celulares, pneus e carros blindados. Por conta da sua descoberta, Stephanie recebeu a National Medal of Technology (Medalha Nacional de Tecnologia, em português) em 1996 e foi nomeada para o National Women’s Hall of Fame, em 2003.

O orgulho de relatar as histórias dessas mulheres brilhantes é imenso. A expectativa é de que, cada vez mais, a representatividade feminina nesses e em outros setores seja maior.

#GoGirls 🙂

Últimas notícias

Palestra Escola Técnica Leiaut

Estabelecer uma Fiscalização Educativa, mais próxima da comunidade acadêmica. Cumprindo mais uma agenda da Fiscalização Educativa, dessa vez os alunos da Escola Técnica Leiaut receberam…
Ler mais...

CRT-03 é expositor confirmado na FECONSE 2022

Dias 28 e 29 de Outubro de 2022, no Centro de Convenções AM Malls - Aracaju - SE A Feira de Condomínios de Sergipe - FECONSE…
Ler mais...

ClubTec CRT-03

Quem não gosta de benefícios? Então, que tal conhecer o ClubTec? O Técnico Industrial registrado no CRT-03 pode contar com um clube de descontos exclusivo,…
Ler mais...

5 mulheres que fizeram história no setor de serviços

  • 8 de março de 2021

Dia 8 de março é o Dia Internacional da Mulher, e para homenagear essa data tão especial e significativa na luta contra a desigualdade de gênero, reunimos alguns dados sobre a participação feminina no setor de serviços, além de destacar nomes importantes para as conquistas alcançadas na área.

O objetivo é valorizar o trabalho de mulheres que fizeram e fazem história em ramos distintos, incentivando outras profissionais que estão iniciando suas carreiras nas áreas.

Dados da participação feminina no setor de serviços

O setor de serviços ramifica suas áreas em inúmeras frentes, como telecomunicações, manutenção, engenharias e muitos outros. Dentro de todos esses cenários, a presença masculina ainda é majoritária. Mas essa realidade vem se modificando e as mulheres obtendo cada vez mais espaço no mercado de trabalho.

Segundo a Agência Brasil, os países Brasil e Portugal alcançaram 49% do percentual de participação feminina na produção científica dos países, um dos maiores desde 2011.

Por outro lado, uma pesquisa realizada pelo IIR (Industrial Info Resources) , aponta que 12 milhões de pessoas estão empregadas no setor da indústria. As mulheres representam de 10% a 20% dos trabalhadores da área de engenharia.

No setor de HVAC os números são ainda menores. O estudo feito pela americana Women in HVACR , divulgou que apenas 1,2% dos mecânicos, técnicos e instaladores de sistemas de Aquecimento, Refrigeração e Ar Condicionado são mulheres, nos Estados Unidos.

Ainda dentro do vasto universo do setor de serviços, a lista a seguir destaca o nome de mulheres influentes, que foram pioneiras ou contribuíram com invenções revolucionárias em seus nichos.

#1- Shirley Ann Jackson

A física americana, foi a primeira mulher negra a conquistar um doutorado em Física, pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), em 1973. Através de suas pesquisas, foi possível chegar a criação de cabos de fibra ótica. A partir dessa invenção, a área de telecomunicações evoluiu absurdamente, com o desenvolvimento de fax portátil e células solares.

#2 – Enedina Alves Marques

O próximo nome é de uma mulher de Curitiba, cidade onde também nasceu o Produttivo. Enedina, formou-se em Engenharia Civil, em 1945. Ela foi a primeira brasileira negra conquistar a graduação em engenharia. Exerceu sua profissão na Secretaria de Estado de Viação e Obras Públicas do Paraná. Entre os grandes feitos como Engenheira, desenvolveu a construção da Usina Capivari-Cachoeira. Também trabalhou no Plano Hidrelétrico paranaense e no aproveitamento das águas dos rios Capivari, Cachoeira e Iguaçu.

#3 – Carmosinda Santos

Técnica em Refrigeração e Ar Condicionado, Carmosinda é uma das primeiras mulheres técnicas da América Latina a atuar com chillers e climatização de precisão. Também é uma das criadoras dos grupos “Elas no AVARC” e “Mulheres no “HVACR”, ambos do Facebook. Junto com outras 4 brasileiras, teve sua história publicada pela ONU (Organização das Nações Unidas) , em um livreto chamado Women in the Refrigeration and Air-conditioning Industry: Personal Experiences and Achievements (As Mulheres na Indústria de Refrigeração e Ar-condicionado: Experiências e Realizações Pessoais – traduzindo para o português)

#4 – Graziella Ferreira

A paulista, filha de pai marceneiro e mãe dona de casa, entrou com 18 anos para a aviação. Em 2006 foi contratada pela então companhia TAM, atual LATAM, onde teve o reconhecimento do seu trabalho, sendo a primeira mulher a trabalhar como mecânica de estrutura de aeronaves no centro de manutenção da empresa. Com o desenvolvimento de um excelente trabalho, Graziella assumiu o cargo de líder de manutenção da LATAM.

#5 – Stephanie Kwolek

A americana Stephanie Kwolek, formada em Química, revolucionou a indústria mundial ao descobrir um polímero, em 1960, que denominou de “Kevlar”. A fibra ultra resistente é utilizada em coletes a prova de balas, aviões, celulares, pneus e carros blindados. Por conta da sua descoberta, Stephanie recebeu a National Medal of Technology (Medalha Nacional de Tecnologia, em português) em 1996 e foi nomeada para o National Women’s Hall of Fame, em 2003.

O orgulho de relatar as histórias dessas mulheres brilhantes é imenso. A expectativa é de que, cada vez mais, a representatividade feminina nesses e em outros setores seja maior.

#GoGirls 🙂

Últimas notícias

Palestra Escola Técnica Leiaut

Estabelecer uma Fiscalização Educativa, mais próxima da comunidade acadêmica. Cumprindo mais uma agenda da Fiscalização Educativa, dessa vez os alunos da Escola Técnica Leiaut receberam…
Ler mais...

CRT-03 é expositor confirmado na FECONSE 2022

Dias 28 e 29 de Outubro de 2022, no Centro de Convenções AM Malls - Aracaju - SE A Feira de Condomínios de Sergipe - FECONSE…
Ler mais...

ClubTec CRT-03

Quem não gosta de benefícios? Então, que tal conhecer o ClubTec? O Técnico Industrial registrado no CRT-03 pode contar com um clube de descontos exclusivo,…
Ler mais...